Esporte

Sem favoritismo

Seleção Brasileira Feminina enfrenta a Austrália precisando, no mínimo, de um empate

Créditos: Guilherme Rossini
Fazem três anos que as brasileiras não batem as australianas no futebol feminino - CBF/divulgação

MONTPELLIER | O Brasil entra em campo hoje novamente com um peso nas costas, como na partida contra a Jamaica, na primeira rodada da Copa do Mundo Feminina de Futebol. A seleção não vence a Austrália desde os jogos olímpicos de 2016, quando eliminou as australianas nos pênaltis. Depois, foram disputados somente amistosos, em 2017 e 2018, sempre com derrotas brasileiras. Porém, após a vitória contra as jamaicanas, as jogadoras comandadas por Vadão receberam uma injeção de confiança, enquanto as adversárias, que perderam para a Itália na primeira rodada, vem pressionadas para o jogo.

A camisa 10 e craque da equipe brasileira, Marta, não começará jogando. Porém, ao que tudo indica, em caso de necessidade, a jogadora poderá entrar no decorrer da partida. Segundo analistas e as principais casas de apostas, a atleta precisará jogar, e muito, para o Brasil sair com um resultado positivo de campo. Essas casas estão pagando dois para um para vitória da Austrália e três para um em caso de triunfo brasileiro, ou seja, as australianas são apontadas como amplamente favoritas.

A partida de hoje, às 13h, no Stade de la Mosson, em Montpellier, na França, válida pela segunda rodada da Copa do Mundo de Futebol Feminino, poderá garantir a classificação brasileira ou embolar o Grupo C da competição.

Comments

SEE ALSO ...