Esporte

Corrida no templo

Herbert Pereira disputa, neste domingo, 4ª etapa do SuperBike Gaúcho, em Tarumã

Créditos: Guilherme Rossini
Herbert Pereira treinou na última semana para a etapa deste domingo, em Tarumã - OChacal

VIAMÃO | Neste domingo, o palco da 4ª etapa do SuperBike Gaúcho será em Viamão, no templo brasileiro das corridas, o autódromo de Tarumã, em Viamão. Criado em 1949, o circuito, um dos mais tradicionais do Brasil, com uma pista com extensão 3 016 metros, tem curvas de altíssima, média e baixa velocidades, além da curva chamada de "Curva do Tala-Larga", que exige grande perícia e tranquilidade dos pilotos.

"Esse final de semana não será fácil, pois têm muitos pilotos que andam bem em Tarumã. A pista é rápida e pouco técnica, assim, vale mais a coragem de entrar agressivamente nas curvas de alta, como a curva um, que fazemos a mais de 190 km\h", enfatiza Herbert Pereira, que retorna aos poucos a sua condição ideal depois da lesão e da cirurgia no ombro.

O piloto, que corre pela Charrua Racing, com sua Kawasaki ZX6-R, na categoria SuperSport 600cc, diz que nas últimas semanas, trabalhou e está quase recuperado de sua lesão. "Estou bem motivado para essa etapa. Consegui baixar meu peso, fazer bastante exercício, voltar a academia com tudo e voltar a rotina sem hospital e os curativos de todos os dias, graças à Deus."

Como não pôde correr a segunda etapa do SuperBike Gaúcho, Pereira vê a prova de Tarumã como a oportunidade de se recuperar na classificação geral. "Nessa etapa preciso somar o máximo de pontos, pois perdi uma delas. Então tenho que correr atrás do prejuízo. A moto está perfeita, consegui fazer um treino antes do final de semana e pude aprender um pouco mais dela, pois para treinar com essa moto o custo é alto, então cada entrada de pista e treino são muito valiosos, e tem que ser aproveitado ao máximo. Agora, o negócio é acelerar, que o final de semana promete", enfatiza.

 

Comments

SEE ALSO ...