Variedades

Recursos para Festival de Cinema serão captados pela Lei Rouanet

Segunda edição do evento será realizada em março de 2019, em Lajeado

Créditos: Carolina Schmidt
CENÁRIO: Durante a programação do Festival de Cinema, belezas da região foram apresentadas em fotografias - Carolina Schmidt/Arquivo O Informativo do Vale

Lajeado - A 2° edição do Festival de Cinema de Lajeado começa a dar os primeiros passos. Previsto para ser realizado em março de 2019, o evento está em fase de captação de recursos por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. De acordo com o empresário e idealizador do Projeto Exportando Belezas, Lauro Bergesch, um profissional foi contratado para fazer a captação.

Segundo ele, além de uma pessoa específica para trabalhar com a Rouanet, uma comissão já se reúne para organizar a programação de 2019. "Vamos começar a organização para que tenha o mesmo sucesso pleno da primeira edição", observa Bergesch.

O Festival foi realizado pela primeira vez em março deste ano. Um dos destaques foi a atriz da Rede Globo, Júlia Lemmertz. Para a segunda edição, uma atração especial também irá movimentar os palcos, conforme Bergesch.

O evento foi idealizado por Bergesch a partir do livro Exportando Belezas lançado em cinco idiomas, que traz as paisagens e pontos turísticos do Vale do Taquari e demais regiões do estado. Depois, filmes sobre o tema também foram produzidos e passaram a fazer parte do projeto.

Como Bergesch tinha o desejo de divulgar os materiais para a comunidade, teve a ideia da criação do festival. Em conjunto com a apresentação das fotografias e vídeos ao longo da programação, o evento também deu oportunidade para que demais produtores da sétima arte apresentassem seus trabalhos e concorressem aos prêmios nas categorias de animação, documentário, experimental e ficção.

"Não queria deixar os livros e filmes engavetados, mas mostrar para a população. Senti uma obrigação em levar o material para as pessoas. Como não sabia a melhor forma de chegar até o público, decidimos fazer o evento que apresentou as belezas e também abordou o cinema. Na segunda edição do festival, também iremos integrar o projeto Exportando Belezas, para que a nossa região e o nosso estado sejam conhecidos em todo o Brasil", destaca Bergesch.

Demais projetos do empresário
Além do festival de cinema, o empresário tem outro projeto que será vinculado ao Exportando Belezas. Segundo ele, será realizada uma pesquisa sobre a evolução do homem do ano de 1900 até o momento em diferentes regiões do Rio Grande do Sul.

O estudo, que será realizado em alguns meses, irá abordar aspectos de alimentação, cultura, costumes, entre outros, ao longo das décadas. "Sabemos que muita coisa mudou. A pesquisa é uma forma de perpetuar o que foi construído e vivido pelos antepassados e nos trazer conhecimentos."

Novos vídeos para o projeto também fazem parte da agenda de 2018. De acordo com ele, no começo do ano, imagens dos rios Taquari, Antas, Jacuí e Guaíba começam a ser registradas para uma produção especial sobre os rios.

Comentários

VEJA TAMBÉM...