Política

Presidente do TRE-RS visita cartórios eleitorais do Vale

Na pauta, o recadastramento biométrico e a preparação para as eleições de 2018

Créditos: Luísa Schardong
EQUIPE: presidente conversou com funcionários - Luísa Schardong

Vale do Taquari - O desembargador Carlos Cini Marchionatti, que preside o Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-RS), visitou os cartórios eleitorais de Estrela, Lajeado, Arroio do Meio e Encantado, ontem. Ele está em roteiro pelo Estado desde o dia 9, quando conheceu unidades da Serra gaúcha. Até domingo, ele deve chegar a Piraí, onde ocorre pleito suplementar. O objetivo das visitas é conhecer os espaços, as condições de trabalho e de atendimento aos cidadãos.

Os principais assuntos em pauta foram o recadastramento biométrico nos municípios e a preparação para as eleições de 2018. "Ano que vem teremos eleições gerais no país e organizaremos toda a logística. É preciso, também, conscientizar o eleitor a votar bem - às vezes, nem eleitores nem candidatos se comportam bem. Mas isso precisa mudar. No momento em que o eleitor se conscientizar da importância do voto, muita coisa muda. Quem, verdadeiramente, ganha ou perde a eleição é o eleitor e sua comunidade, que pode progredir ou perder com os candidatos", destacou Marchionatti, no encontro em Lajeado.

Apesar da Reforma Eleitoral, o presidente aponta que pouca coisa muda nos preparativos eleitorais. "As alterações afetam mais o resultado das eleições, pelo menos para o ano que vem."

Ele também comentou sobre os desafios que o TRE-RS enfrenta em relação ao recadastramento biométrico. "Na Capital, temos problemas, pois o eleitor não está participando. O procedimento não é demorado, mas impacta muito a eleição, trazendo mais rapidez e segurança no momento do voto." Resguardadas as proporções eleitorais, a situação contrasta com a de municípios como Encantado, que, em agosto deste ano, era o primeiro do Estado a atingir a cota de 10% estipulada para 2017 em período de revisão ordinária, ou seja, não obrigatória.

Naquele período, quase metade da população já havia procurado o Cartório Eleitoral espontaneamente. Agora, aproximadamente três mil ainda precisam realizar o procedimento. "Metade do Estado já foi recadastrado, mas é preciso mais - queremos chegar às eleições do ano que vem entre 75% e 80% da população biometrizada."

Dos 37 municípios da região, 34 já concluíram os cadastros. Somente dois municípios não têm data definida para convocação obrigatória: Estrela e Lajeado, onde o eleitorado é maior. Para evitar filas e dor de cabeça, a recomendação é agendar um horário para fazer a coleta da digital. É só acessar o site do TRE-RS (www.tre-rs.jus.br) e buscar a aba Agendamento de Atendimento.

Demandas
A chefe do Cartório Eleitoral da 29ª zona, Maria Bethania Rhode, e o juiz eleitoral, Rodrigo de Azevedo Bortoli, recepcionaram o presidente em Lajeado. Eles falaram sobre demandas da Zona, que abrange os municípios de Forquetinha, Canudos do Vale, Santa Clara do Sul, Sério, Cruzeiro do Sul, Progresso e Marques de Souza, além de Lajeado.

"Entre os destaques deste ano, tivemos movimentos internos com localidades e cidades como Cruzeiro do Sul, que tinham prazo para biometria", destaca Maria Bethania.

"Um dos nossos desafios, principalmente para o ano que vem, é estabilizar o quadro de servidores. Muitos servidores voltaram aos locais de origem, com o início de novas administrações municipais. Entendemos a necessidade, mas também precisamos dessa segurança", lembra Bortoli.

Comentários

VEJA TAMBÉM...