Polícia

Polícia prende um dos assaltantes mais procurados do estado

Ivo Francisco dos Santos Assis seria resgatado pelas mulheres mortas em Cristal

Créditos: Caroline Silva
- Divulgação

AMARAL FERRADOR - O integrante de uma quadrilha responsável por ataques a bancos com explosivos no Rio Grande do Sul foi preso na manhã de ontem no interior de Amaral Ferrador. Segundo a polícia, ele era considerado um dos principais assaltantes procurados no Estado.

Ivo Francisco dos Santos Assis (44) estava foragido há oito anos e era apontado pela Polícia Civil como um dos responsáveis pelo ataque a banco em Dom Feliciano, ocorrido na madrugada do dia 6 de julho. Ele foi condenado pela justiça há 39 anos de reclusão. Participaram da operação 43 policiais, entre Federais, Civis e Militares do Estado.

Confronto em Cristal

Em julho, duas mulheres e dois homens de Lajeado furaram uma barreira montada pela Polícia Federal (PF), em Cristal, na tentativa de resgatar os responsáveis pelo ataque a banco em Dom Feliciano. Houve confronto entre a quadrilha e os policiais.

De acordo com a PF, Ivo Francisco dos Santos Assis seria um dos homens quem seriam resgatados pelo grupo, e é investigado por tentativa de homicídio, por ter disparado contra policias durante a fuga.

Daniela Weizemann e Aline Pirola foram mortas durante o tiroteio. O filho de Daniela, Vitor Berghann (4) que estava em um dos veículos e foi atingido na troca de tiros, morreu no hospital no dia seguinte. O pai dele - e marido de Daniela -, Marcos Luis Berghann, foi preso no confronto e morreu na carceragem da PF.

No Vale

Conforme o Titular da Delegacia de Estrela, Juliano Stobbe, em 2017, quando era Titular da Delegacia de Lajeado, Assis teria esconderijos no interior de Marques de Souza e Forquetinha. "Praticamos algumas diligências com o Departamento Estadual de Investigação sobre Crime Organizado (DEIC) para encontrá-lo, mas não foi possível localizá-lo na época." Stobbe diz que pensava que o assaltante estava morto. "Fazem anos que não ouvia falar dele, pensei que havia morrido em algum assalto", comenta.

 

 

Comments

SEE ALSO ...