Polícia

Lajeado recebe câmeras inteligentes

Sistema OCR permite que placas e características de veículos sejam reconhecidas


Câmeras inteligentes já podem ser vistas em algumas vias de Lajeado - Caroline Garske

LAJEADO | A Secretaria de Segurança Pública (Sesp) deu início à instalação do Sistema de Câmeras Inteligentes OCR em 12 pontos estratégicos de Lajeado. A implementação do sistema deve ser finalizada na próxima semana.
Os equipamentos farão parte do cercamento eletrônico do município para o combate de crimes. "Videomonitoramento é olhar. Cercamento eletrônico é a tela acusar", afirma o titular da Sesp, Paulo Locatelli. As câmeras inteligentes reconhecem placas e demais características que o veículo possa ter, além de reconhecer pessoas.
"Essas câmeras têm o diferencial específico de trabalhar com o OCR, que permite uma leitura de placas, de características dos veículos, como por exemplo adesivos ou alguma outra coisa que chame a atenção e que normalmente não se percebe numa câmera normal de monitoramento", explica o coordenador do Departamento de Trânsito, Vinicius Renner.
Por exemplo, se uma pessoa for assaltada por indivíduos que estejam em um Gol branco com um adesivo vermelho e repassar tais informações para as forças policiais, as câmeras inteligentes estarão e acusarão quando um carro com as mesmas características passar pelo local. As principais rotas de fugas geralmente utilizadas por criminosos estão sendo contempladas com a instalação da tecnologia.

Cercamento eletrônico

Lajeado já conta com cerca de 20 câmeras de videomonitoramento e agora passará a contar com 12 pontos do Sistema OCR de reconhecimento veicular. "Essas novas câmeras vão se somar às já existentes, todas informações serão juntadas e serão trabalhadas no mesmo padrão", explica o secretário de segurança pública Paulo Locatelli.
O projeto de cercamento eletrônico foi apresentado em novembro de 2018 e, desde então, o sistema tem ampliado a segurança no território lajeadense. O município é pioneiro no Vale do Taquari por fazer a leitura de placas e utilizar alta tecnologia para permitir a aplicação de softwares inteligentes na segurança pública. "Isso faz parte de um dos eixos do Programa Pacto Lajeado Pela Paz, na parte da fiscalização e repressão", completa Locatelli.

Comments

SEE ALSO ...