Geral

Referencial Curricular Gaúcho é pauta em reunião pedagógica

Encontro regional reuniu 3ª CRE, Estado e professores em Estrela

Créditos: Carolina Schnidt
EXPECTATIVAS: Greicy Weschenfelder destacou que o ano será de novos projetos e parcerias - Carolina Schmidt

Vale do Taquari - A quinta-feira, 15, será o "Dia D" no Rio Grande do Sul para o Referencial Curricular Gaúcho. O assunto foi abordado pela diretora do Departamento Pedagógico da Secretaria Estadual de Educação, Sônia Oliveira da Rosa, na reunião pedagógica do início do ano letivo.

O encontro foi realizado, ontem, no Instituto Educacional Estrela da Manhã em Estrela. A organização foi da 3ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) e reuniu os professores, diretores da rede estadual e parceiras das instituições.

Conforme Sônia, a data será marcada por discussões em sala de aula sobre a nova base curricular que deverá estar concluída até o fim do ano. "Os professores, tanto da rede pública quanto privada, precisam refletir nesse dia, falar sobre o assunto. A mudança curricular precisa ser feita em conjunto por aqueles que ministram aulas nas mais diferentes áreas para chegarem a um ponto em comum."

Segundo ela, o referencial vai permitir que sejam buscados outros componentes de ensino e a inclusão de assuntos regionais que fazem parte da cultura, fauna, flora e formação da sociedade do Rio Grande do Sul. No caso do território gaúcho, um dos exemplos citados por Sônia é a possibilidade de ensinar a Revolução Farroupilha de forma aprofundada.

"Hoje, temos um currículo solto pautado apenas em livros didáticos. Vamos buscar assuntos que interessem para nós e que não são encontrados com frequências nos materiais diários usados como padrão. Iremos valorizar o que cada região tem."

 

Reuniões

Além do "Dia D", fará parte do cronograma da criação do referencial a divulgação de uma plataforma digital de acesso aos professores. Eles poderão sugerir autores, conteúdos e atividades. Audiências públicas em dez polos regionais do Estado também serão realizadas antes das mudanças.

O que for definido nas reuniões regionalizadas será encaminhado para o Conselho Estadual de Educação. O objetivo é que a construção do Referencial Curricular Gaúcho esteja concluída até o fim do ano para que passe a vigorar em 2019.

Sônia lembrou que as discussões para as alterações começaram a partir da aprovação da base nacional comum pelo Conselho Nacional de Educação. Os demais estados também terão que realizar as mudanças de acordo com a sua realidade. "A mudança curricular é um movimento importante que envolve todo o país para termos um padrão na rede pública e privada."

A titular da 3ª CRE, Greicy Weschenfelder, irá mobilizar as escolas para as reflexões do dia 15 e apoiou as mudanças curriculares. "Tenho certeza que, somente, irá trazer resultados positivos para nós. Estaremos engajados e unidos no Vale." Greicy também deu as boas-vindas aos professores para mais um ano letivo que se inicia. "Mais uma vez, faremos com que as parcerias saiam do papel. Somos uma região privilegiada e, apesar dos problemas que todos enfrentam, acredito que será um ano especial e de muitas conquistas. Será um ano de muito trabalho e diálogo, por isso, conto com a alegria e parceria de vocês."

 

Parceria com o Senac

Além do Referencial Curricular, foi também apresentado na reunião pedagógica um projeto do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) que será em parceria com as instituições de ensino. A integrante do Núcleo de Relações com o Mercado do Senac, Lilian Fengler, destacou que o projeto é de soletração de inglês para alunos e professores. Para divulgar detalhes e para que os interessados possam aderir, uma reunião ocorre no dia 15.

A primeira etapa do projeto será nas escolas em maio. Em junho, será a regional no Senac. Como premiação, o aluno destaque recebe bolsa de idiomas da entidade e o professor um reconhecimento. "Sabemos que, atualmente, o idioma é um papel importante na formação do cidadão e há um grande potencial nas escolas."

Comentários

VEJA TAMBÉM...