Geral

Parte do Fórum de Arroio do Meio corre risco de desabamento

Problema está em laje do salão do júri

Créditos: Redação

Arroio do Meio - Problemas estruturais no prédio do Fórum de Arroio do Meio estão prejudicando a realização de júris e audiências. Há risco de desabamento desde o surgimento de rachaduras na parede e no rebaixamento da laje do primeiro piso, onde fica o salão do júri. Uma vistoria do Tribunal de Justiça, realizada em agosto, apontou a necessidade de colocação de uma viga de sustentação. A perspectiva era de que a licitação fosse lançada em janeiro para execução do reparo em fevereiro. Mas até agora, o edital não foi publicado.

De acordo com o diretor do Fórum, juiz João Regert, além do salão do júri, duas salas de audiência estão interditadas. Elas ficam no segundo piso do prédio. "Estamos mantendo apenas uma em funcionamento, mas é pequena e às vezes não cabem todas as partes. No entanto, não estamos deixando de realizar as audiências em função disso", revela. Algumas são realizadas no balcão da contadoria, com as partes em pé. Os julgamentos, porém, estão prejudicados. "Temos quatro júris aguardando a execução da obra para que possam ser realizados", informa.

O magistrado não sabe o valor necessário para o reparo. Sem lançamento do edital, não há previsão para conclusão dos trabalhos. O prédio foi inaugurado em 2005.

Comentários

VEJA TAMBÉM...