Geral

Museu Municipal de Encantado passa a se chamar Gino Ferri

Descerramento da placa ocorreu na manhã deste sábado (20), na Casa de Cultura

Créditos: Marcel Lovato
Cláudio, Enoir, Eldo e Luciano descerram a placa homenageadora - Marcel Lovato

ENCANTADO | O Museu Municipal de Encantado recebeu a denominação de "Gino Ferri" na manhã deste sábado (20). Durante a cerimônia, realizada no saguão da Casa de Cultura Doutor Pedro José Lahude, foram descerrados a placa e uma imagem que homenageiam o historiador e escritor encantadense, falecido em 27 de outubro de 2016, aos 93 anos. O ato contou com a presença de familiares, amigos, autoridades e estava previsto na Lei 4237/2016, então sancionada pelo ex-prefeito Paulo Costi.

Popularmente conhecido como "Gino", Genuíno Antônio Ferri publicou 27 obras sobre diversos temas, especialmente a respeito da colonização italiana em Encantado, desenvolvimento municipal e história da região. Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade de Passo Fundo (UPF), dirigiu a Fundação Alto Taquari de Ensino Superior (Fates - atual Univates) e integrou a Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) e Academia de Letras dos Municípios do Rio Grande do Sul.

Além disso, é o patrono do memorial que leva o seu nome e conta com um numeroso acervo sobre a história da cidade. No começo dos anos 1990, quando era vereador, idealizou o projeto "Gemellágio", um intercâmbio cultural, social e econômico firmado entre Encantado e a cidade italiana de San Pietro Valdástico. A concretização do pacto aconteceu no dia 23 de julho de 1994. Pela iniciativa, recebeu o título de cidadão honorário daquela comunidade.

Placa contém uma breve biografia do patrono, juntamente com um quadro. (Foto: Marcel Lovato)



Emoção nas palavras

Todos os discursos foram marcados pela emoção. O diretor do centro cultural, Eldo Orlandini, relembrou a longa convivência com Gino e exaltou a sua contribuição para a cidade. "Gino é uma das maiores personalidades que este município já teve, sempre incansável na missão de tornar a nossa memória viva. Além disso, tinha alma jovem, grande. Temos que agradecer por tudo. Estou honrado em participar deste ato", salientou.

Cláudio Ferri destacou que o grande desejo de Gino era a continuidade do legado, seja por meio da denominação de algum espaço ou manutenção das atividades culturais: "O sonho do meu pai se realizou hoje. Nós estamos muito felizes e temos a certeza que ele nos assiste lá de cima e compartilha desse sentimento", afirmou Cláudio.

O prefeito em exercício, Enoir Cardoso (PP), definiu Gino Ferri como uma "mente brilhante e um orgulho para os encantadenses". Nesse sentido, considerou o ato como um justo reconhecimento pela representatividade do historiador. Amiga de longa data, a ex-secretária municipal de Educação, Roseli Soares, explicou que o momento é histórico, pois a nova denominação do museu une ainda mais o escritor com a história local e eterniza a imagem dele nas lembranças de todos.



Atenção ao memorial

Em determinado momento, Cláudio quebrou o protocolo e sugeriu que a administração municipal se engaje para designar um profissional para atender de forma mais ampla o Memorial Gino Ferri, ponto turístico da cidade. Como a família mora em Lajeado, o espaço abre ao público apenas uma vez por semana, geralmente às sextas-feiras, quando algum membro vem até o município. O poder público se comprometeu a atender o pedido, embora um prazo não tenha sido estimado. Enquanto isso, quem tiver interesse em visitar o acervo pode agendar pelos telefones (51) 3714-1242, (51) 999955360 ou (51) 999965722.

Comments

SEE ALSO ...