Geral

Muçum aprova o Trem dos Vales

Estimativa é que cerca de 6 mil pessoas passaram pelo município durante os quatro dias de passeios

Créditos: Assessoria de Imprensa de Muçum
Amostra de como seria o trem turístico do Vale foi feita em quatro viagens - Luís Gustavo Bettinelli

MUÇUM | O projeto Trem dos Vales ocorreu entre os dias 31 de agosto, 1º de setembro, 7 e 8 e em ambos os dias, as estações férreas de Muçum e Guaporé foram tomadas por turistas de toda parte do Estado e alguns de fora dele, todos em busca por uma jornada deslumbrante, com belezas naturais entre os 21 túneis e 15 viadutos pela Ferrovia do Trigo. A Administração Municipal diz que a expectativa se confirmou e a estimativa é que o público presente na Estação Ferroviária, superou os cinco mil.

Esta primeira etapa aberta ao público é uma iniciativa da Associação dos Municípios de Turismo do Vale do Taquari (Amturvales), Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), Rumo Logística e as Administrações Municipais de Muçum, Vespasiano Corrêa, Dois Lajeados e Guaporé.

Para a titular da pasta de Turismo, Jacinta Casagrande, este é o começo de um projeto que veio para ficar. Para ela, o resultado positivo desta etapa, é a soma de esforços de muitos, sobretudo da comunidade muçuense. "Muçum aprovou o Trem dos Vales. Esse retorno positivo que tivemos de comerciantes e moradores é importante para nortear nosso trabalho. Acredito que estamos no caminho para no futuro termos os passeios de trem na Região de forma permanente. Tenho que agradecer também a ABPF, Rumo Logística, Amturvales e os demais gestores municipais que viabilizaram este sonho".


Reforma da Estação

Antes do início das viagens, no dia 31, o local que recebeu visitantes passou pela inauguração de revitalização do espaço. Conforme a Administração Municipal, foi necessário adequar o local para receber o público expressivo. Foram feitas a troca de portas, vidros, janelas, além de pinturas, entre outras adequações, desde a estrutura até o estacionamento de veículos. Jacinta acredita que o objetivo foi cumprido e possível ouvir relatos de satisfação de milhares de visitantes. "A reforma da Estação é uma demanda que existia antes mesmo da confirmação dos passeios de trem. Entres suas paredes estão muito da cultura e história do município", explica.


Paulista apaixonado por trens e ferrovias fica fascinado

Morador da capital paulista, William Roberto Gomes, 34 anos, se define como um mochileiro apaixonado por trens e ferrovias. A paixão faz com que pesquise por ferrovias no Brasil e América do Sul, em busca de explorá-las, sempre a pé, com sua mochila nas costas. Ele chegou a região no dia 28 de agosto e acampou próximo aos viadutos 13 e Mula Preta, em Vespasiano Corrêa e Dois Lajeados, respectivamente. "Já tinha cinco anos que queria conhecer a Ferrovia do Trigo, por conta de ouvir falar da beleza das pontes e viadutos na travessia entre Muçum e Guaporé. Um amigo da cidade de Viamão me convidou para conhecer e aceitei. Conheci pontes e viadutos, além da cachoeira Garganta do Diabo, Pedra da Tartaruga, entre outros pontos".

Gomes mostra em seu braço a tatuagem de um trem que busca retratar seu sentimento. Ele faria a travessia a pé, mas com os passeios de trem não pôde. Porém, por sorte, a desistência de uma pessoa que faria o percurso fez com que ele adquirisse seu ingresso para o Trem dos Vales. Pela primeira vez, ele fez um passeio turístico e garantiu que vai postar todas a fotos que tirou em suas redes sociais, além de convidar a família e amigos para no futuro fazer novamente o passeio. "A beleza que tem esse lugar é incrível. Não dá para acreditar que o ser humano construiu tudo isso. Meu coração está a mil. Meu filho nasce no mês que vem. No próximo ano pretendo trazer ele e minha esposa para conhecer a Região", planeja.


"Espero que o passeio se concretize a partir do ano que vem"

Para a turismóloga da Amturvales, Lizeli Bergamaschi, tudo ocorreu de forma positiva, desde a aprovação pela beleza do trajeto até o atendimento que os funcionários envolvidos conseguiram oferecer ao turista. Lizeli acredita que 60% das pessoas que fizeram o percurso sejam de outras regiões do Estado, o que deve levar o nome do Vale do Taquari para longe. Conforme a turismóloga, diversos hotéis da rede hoteleira e muitos restaurantes da Região lotaram em função do Trem dos Vales. Além do que, os turistas acabaram procurando outros pontos turísticos da Região para aproveitar ainda mais a estadia. "Tendo em vista que este é um começo, tudo transcorreu muito bem. Além da natureza e arquitetura exuberantes, a comercialização de produtos da região, dentro do trem e nas estações, incrementou o passeio. Enfim, estou muito feliz com o resultado deste primeiro final de semana e espero que os passeios se concretizem a partir do ano que vem. Com isso, acredito que colocaremos o Vale do Taquari em posição de destaque no contexto turístico do Estado", diz.


Funcionários foram agraciados com passeio

Diversos funcionários se dedicaram durante os dias de passeios, para fazer com que cada viajante ou visitante vivesse uma experiência satisfatória. Pior isso, para agradecer estes, concedeu-se na manhã de segunda feira um passeio a diversos que de alguma forma colaboraram em torno do Trem dos Vales. Os participantes puderam contemplar as mesmas paisagens que encantaram os milhares de turistas.

Alguns deles foram os funcionários da Secretaria de Obras e Viação de Muçum. Eles foram os responsáveis pela obra de revitalização da Estação Ferroviária de Muçum, além da organização do estacionamento de veículos. "Tenho uma equipe muito prestativa, que abraçou a causa de deixar a Estação apta a receber os visitantes e dar o suporte necessário durante os passeios. Sendo assim, acredito que eles mereceram", diz o secretário de Obras e Viação, Paulo Ricardo Beloti.

Na estação de Muçum, um grande número de turistas se acumulou (Luís Gustavo Bettinelli)

 

Comments

SEE ALSO ...