Geral

Friolack faz novos testes que mostram sanidade de queijo

Três lotes do produto haviam sido questionados pela Anvisa

Créditos: Marcio Souza
- Lidiane Mallmann

Brasília - A Laticínio Friolack LTDA. emitiu nota de esclarecimento sobre a decisão da Anvisa de proibir a distribuição e comercialização de três lores de queijos da marca Friolack. A agência havia anunciado que o material estaria com a bactéria monocytogenes, que é capaz de provocar listeriose e infecções no sistema nervoso central. A empresa informou, na ocasião, que iria recolher o produto. 

Na nota, destaca preocupação com a qualidade e a segurança do que oferece. "Exercemos um rigoroso controle em todas as etapas do processo de fabricação dos produtos, desde a matéria-prima, seleção dos ingredientes até a fase final de embalagem, distribuição e chegada ao consumidor final", diz. Acrescenta que a qualidade e a uniformidade dos produtos seguem os requisitos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Sobre os lotes apontados pela Anvisa, a Friolack afirma não ter nenhum registro em seu Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), ou em qualquer outro órgão, com reclamações. "Para garantir e certificar a qualidade de nosso produto, imediatamente, realizamos análises microbiológicas em laboratório próprio, de amostras do schelf life e efetuamos o envio de amostras destes lotes para laboratório credenciado junto ao Mapa (Laboratório Unianálises/Univates) para pesquisa de microrganismo Listéria monocytogenes (no mesmo lote de produtos questionado)", destaca a nota. 

A empresa garante - e encaminhou cópias dos documentos à redação de O Informativo do Vale - que o laudo realizado pelo Unianálises não apresentou "nenhuma irregularidade". "Nesse sentido, aproveitamos a oportunidade para reiterar nosso compromisso de qualidade, confiabilidade e certificação dos nossos produtos com o consumidor, e informamos que o consumo do produto não oferece riscos para a saúde", reforça.

A nota é encerrada com o destaque para os prêmios conquistados pelos produtos laticínios, durante os 18 anos de mercado, além de colocar à disposição dos consumidores pelo SAC ([email protected]) ou telefone (54) 4052-9228. 

 

Comentários

VEJA TAMBÉM...