Geral

Evento Juventudes, direitos e fé destaca o diálogo inter-religioso

Encontro, que reuniu 80 jovens, de seis estados, ocorreu entre sexta-feira e domingo

Créditos: Thaís Presser
CONVERSA: jovens discutiram, em atividades diversas, assuntos como gênero, meio ambiente, cultura e racismo - Thaís Presser

Bom Retiro do Sul - O Sítio Moinhos do Campo foi palco, durante três dias - de sexta-feira até ontem -, de um encontro de jovens. O Juventudes, direitos e fé, promovido pelo projeto Mobilização RS, buscou tratar temas da atualidade considerando diversas crenças. "A ideia é que haja um diálogo inter-religioso, em que os jovens possam falar dos mais diversos assuntos, como gênero, meio ambiente, cultura e racismo", explica a integrante da comissão organizadora, Edoarda Scherer.

De acordo com Edoarda, que faz parte da Pastoral Universitária Ecumênica (Pasune) e é vice-presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Rio Grande do Sul (Conic-RS), o evento é pioneiro na região. "Fomos audaciosos ao realizarmos esse encontro, pois havia uma demanda muito grande. Estamos felizes, pois as vagas logo terminaram, e todos os inscritos vieram. Então, tudo deu muito certo".

Edoarda lembra que a ideia de fazer o Juventudes, direitos e fé surgiu depois que frades participaram de uma reunião em Belo Horizonte. "Os frades sugeriram que fizéssemos algo aqui, com as nossas temáticas, no estilo do encontro que eles foram".

O evento
Reunidos, 80 jovens, entre eles umbandistas, candomblecistas, hinduístas, espíritas, budistas, católicos, luteranos, anglicanos, evangélicos, um astrólogo, e até participantes sem nenhuma orientação religiosa, promoveram, em diversas atividades, uma mobilização inter-religiosa. Houve oficinas, painéis, plenárias, mística, música e confraternizações. "Em nenhum momento houve um agrupamento de jovens de uma única crença. Todos se misturaram para aprender e partilhar suas vivências", salienta Edoarda.

Entre os participantes do evento estavam Leonardo Canappele Pereira, Larissa Pereira Carvalho, Gabriela Viecelin Zanatta, André Francisco Gonçalves e Adílson Ribeiro da Silva Júnior. O quinteto forma o grupo Zipplayers, que canta e toca diversos instrumentos, entre eles violão, cavaco, baixo, percussão, teclado, flauta, banjo e ukulele. "Sempre participamos de iniciativas como essa. Quando ficamos sabendo deste evento, logo nos programamos para vir", afirma Leonardo.

Saiba mais
Os 80 participantes do evento são oriundos de seis estados: Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Amazonas e Alagoas. Conforme Edoarda, a realização de novas edições do Juventudes, direitos e fé será avaliada. "Nos reuniremos para ver outros desdobramentos da iniciativa, mas há, sim, o desejo de fazermos mais eventos assim".

Comments

SEE ALSO ...