Geral

Com previsão de grande volume de chuva, não se descarta cheia

Precipitações para os próximos dias podem provocar cheias na região

Créditos: Lucas George Wendt
- Lucas George Wendt

Vale do Taquari - Áreas de instabilidade estão sobre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina e provocam elevado volume de chuva nos dois estados desde a terça. O Instituto Nacional de Meteorologia publicou alerta laranja para o estado na quarta-feira, o que prevê risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios em cidades que apresentem circunstâncias geográficas favoráveis aos sinistros.

Para Edelbert Jasper, da Defesa Civil de Colinas, caso se confirmarem as chuvas previstas é possível projetar cheias para o Vale do Taquari. Por enquanto, a chuva está acontecendo na parte baixa do Taquari-Antas, o que pode ocasionar alagamentos em locais isolados. Conforme o Núcleo de Informações Hidrometeorológicas (NIH) da Univates, a previsão dos acumulados diários de chuva para os próximos dias não é absoluta e pode sofrer alterações. O NIH diz que pelas condições atuais não é possível apontar se haverá ou não um evento de inundação na região. Porém, se considerados os acumulados de chuva já registrados entre o final da terça e a quarta-feira (entre 50 e 70 milímetros) e que ainda são previstos volumes expressivos para os próximos dias, cheias não estão descartadas.

Por enquanto ainda chove mais na parte baixa, e para a situação ser preocupante é necessário que chova grandes volumes nas regiões de bacia - as cabeceiras dos rios que cortam a região do Vale do Taquari. "Primeiro a chuva precisa acontecer para depois acontecer a cheia", diz Jasper. Como se trabalha como previsões, a possibilidade não pode ser descartada. Jasper recomenda que a região esteja vigilante e alerta, acompanhando a evolução dos rios.

Heitor Hoppe, coordenador da Defesa Civil de Lajeado diz que, até o momento, não há elevação que seja preocupante. Na região chove algo em torno de 60 milímetros nas últimas 24 horas. Segundo Hoppe, nas cabeceiras tem chovido menos, em torno de 30 milímetros. Conforme o coordenador, a diluição do volume previsto para a região em mais dias consecutivos não indica cheia. Durante a tarde de ontem, o Rio Taquari, em Lajeado, apresentava 13,01 centímetros - o normal é 12,80 centímetros.

Confira a previsão para os próximos dias
Quinta-feira: instabilidades associadas a uma frente fria seguem definindo as condições do tempo. Em virtude disso, ocorrem pancadas de chuva, que podem ser ocasionalmente fortes e virem acompanhadas de temporais localizados. Além disso, os volumes devem ser significativos. As temperaturas apresentam pouca alteração, ficando novamente amenas. Mímina de 16°C e máxima 20°C. Possibilidade de chuva: 45 milímetros.

Sexta-feira: ao longo do dia ocorrem pancadas de chuva na região. Persiste a chance de pancadas intensas em alguns momentos e temporais isolados. As temperaturas serão amenas. Mínima de 16ºC e máxima de 22ºC. Possibilidade de chuva: 20 milímetros.

Sábado: O dia começa com nuvens e chuva fraca no Vale. Porém, conforme ar mais seco ingressa no estado, o tempo apresenta melhora, permitindo que ocorram intervalos com aberturas do sol. As temperaturas ficam amenas, mas apresentam maior redução à noite. A mínima é de 14°C e máxima é 20°C. Possibilidade de chuva: 5 milímetros.

Domingo: Uma massa de ar seco se instala sobre o território gaúcho e proporciona um dia de sol com nebulosidade variável à região. As temperaturas ficam amenas ao amanhecer e à noite. A tarde será agradável. A temperatura mínima é de 12ºC e a máxima de 24ºC. Não chove.

Pelo o que os modelos apontam, tanto amanhã como na sexta, ainda devem ocorrer raios na maior parte da região. Eventos de granizo e vento intenso, se ocorrerem, devem se dar em pontos isolados.

Comentários

VEJA TAMBÉM...