Geral

Coluna do Deraldo


>> Deputados gaúchos
Passado o primeiro turno das eleições já se tem uma radiografia da representação gaúcha na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados. São 55 parlamentares estaduais e 31 federais com mandato de quatro anos.

>> Mulheres na política
Para a Câmara Federal foram eleitas três mulheres num percentual de apenas 10% do total. A quase totalidade é de deputados homens que, ao longo do tempo, têm seduzido os eleitores e eleitoras com suas propostas.

>> Eleitorado feminino
É um paradoxo a sub-representação das mulheres já que a maior parte do eleitorado gaúcho pertence ao gênero feminino. O cadastro eleitoral mostra que são 4.383.662 eleitoras, perfazendo um índice de 52,5% do total de eleitores.

>> Deputadas gaúchas
O alento é que houve um pequeno aumento de mulheres nos parlamentos de todo país. Os eleitores gaúchos elegeram nove mulheres para a Assembleia Legislativa, duas a mais do que em 2014.

>> Bancada das mulheres
Na Câmara dos Deputados houve um aumento de 51% no número de mulheres eleitas de todo país em relação à última eleição. Passou de 51 para 77 deputadas federais em torno de 15% do universo parlamentar.

>> Domínio masculino
O eleitorado do gênero masculino gaúcho reúne 3.971.070 cidadãos, com 47,5% do total. Mesmo em inferioridade numérica como votantes, ainda assim os homens detêm 90% dos mandatos na Câmara Federal. 

>> Negro na Câmara
Nenhum negro se elegeu deputado federal pelo Rio Grande do Sul. De um total de 442 candidatos à Câmara que se declararam pretos em todo país, apenas 21 conseguiram se eleger, ou seja, menos de 5% do total.

>> Mandato de senador
Para o Senado, dos 35 candidatos que se declararam pretos, somente três foram eleitos: Weverton (PDT/MA), Mecias de Jesus (PRB/RR) e Paulo Paim (PT/RS), que foi reeleito para o terceiro mandato consecutivo como senador.

>> Eleições gerais
Os dados do cadastro eleitoral mostram que em relação às eleições gerais de 2014, o eleitorado gaúcho diminuiu em 37.301 pessoas. A maior parte de eleitores está na faixa entre os 35 e 39 anos. O segundo entre 30 e 34 anos.

>> Espólio eleitoral
O espólio eleitoral dos candidatos à Presidência da República que não foram para o segundo turno representa uma herança de quase 30 milhões de votos. A estes se somam ao cômputo geral mais 10 milhões de brancos e nulos.


Deraldo Goulart

Comments

SEE ALSO ...