Geral

Cipave dá visibilidade às escolas do Vale

Escolas da região da 3ª CRE foram a Porto Alegre para receber premiação na tarde de ontem, em evento que contou a participação do governador José Ivo Sartori

Créditos: Lucas George Wendt
- Lucas George Wendt

Porto Alegre - O Theatro São Pedro esteve repleto de jovens na segunda, público que, na mesma quantidade, raramente frequenta o local.
Oriundos de diversas partes do Rio Grande do Sul, os estudantes foram reunidos em Porto Alegre para a cerimônia de premiação do concurso Tamo junto com a Cipave, atividade que incentiva a cultura de paz entre os jovens por meio da atuação da Comissão Interna de Prevenção a Acidentes e Violência Escolar.

Cerca de 500 pessoas, entre autoridades, estudantes, professores e equipes diretivas de dez escolas do RS estiveram presentes. O evento contou com a cobertura do jornal O Informativo do Vale.



O secretário de Comunicação, Cleber Benvegnú, iniciou seu discurso enfatizando que não existe comunicação sem um fato. "A gente tinha um grande fato", diz, ao se referir às Comissões, "e conseguiu fazer uma campanha legal". Segundo ele, o resultado do concurso "é uma homenagem às escolas do Rio Grande do Sul".

A secretária de Políticas Sociais e Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, destacou as vivências de cada escola em sua fala. "As experiências que cada escola têm são sensacionais, cada uma dentro da sua realidade". Ela encerrou o pronunciamento citando a fala de uma autoridade do Vale do Taquari: "depois que começaram as Cipaves eu vi uma coisa que não via há muito tempo: brilho nos olhos dos professores e alunos". "A Cipave é a harmonia que se busca dentro da escola", ela termina.

"Com esse projeto, descobrimos inúmeros talentos em nossas escolas. São diversos cantores, coreógrafos e dançarinos. Esse é um trabalho em comunidade e a cultura da paz é isso, é ter esse amor, os pais de volta à escola e todos unidos", disse a coordenadora estadual da Cipave, Luciane Manfro. Para ela, as escolas precisavam redescobrir as parcerias para a criação de ambientes melhores e a Cipave foi uma ferramenta importante. "A cultura de paz é isso".

O governador do estado, José Ivo Sartori relembrou a origem das Cipaves durante seu pronunciamento. "Em 2015", diz, "tínhamos a intenção de chegar a 100 escolas. Chegamos a mil". Segundo o governador, hoje são 2,4 mil escolas com Cipave implementadas. "Isso tudo é fruto do trabalho dos alunos, dos pais, dos diretores e dos professores". Sartori destaca que existe progresso quando a família está na escola. "Todos estamos lutando pela cultura da paz e da não-violência". "Quando todo mundo trabalha junto, dá certo", finaliza o governador.

"Não tem nada mais importante do que o nosso aluno", disse o secretário da Educação, Ronald Krummenauer, no início de seu pronunciamento. "Quando a gente vê que as pessoas dizem que as coisas melhoraram, isso demonstra que o esforço valeu a pena". Conforme o secretário, "aquilo que nós ensinamos para o aluno hoje vai se refletir no desenvolvimento do estado".

O evento teve a condução do jornalista Luciano Potter, a participação de Duda Garbi dando vida ao personagem Jeiso e encerrou com show de MC Jean Paul.

Também prestigiaram o evento o secretário da Saúde, João Gabbardo; a secretária adjunta da Educação, Iara Wortmann; a deputada federal e ex-governadora, Yeda Crusius; a deputada estadual Zilá Breintenbach; e a coordenadora das Assessorias Jurídicas da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Ana Cristina Brenner.

Confira as escolas premiadas
1 - I.E.E Estrela da Manhã - Estrela
2 - E.E.E.F São João Bosco - Lajeado
3 - E.E.E.F Dr. Alfredo D'amore- Carazinho
4 - I.E João XXIII - Campinas do Sul
5 - E.E.E.M São Rafael - Flores da Cunha
6 - E.E.E.F. Prof. José Wilke - Santa Cruz do Sul
7 - E.E.E.F Álvaro Leitão - Soledade
8 - I.E.E Cristo Redentor - Cândido Godói
9 - E.E.E.M Fernando Ferrari - Campo Bom
10 - E.E.E.F. Antônio Carlos - Santo Antônio da Patrulha

Os frutos colhidos pela região
"Cabe ressaltar que são os dois primeiros lugares para o Vale do Taquari", comemora a coordenadora da 3ª Coordenadoria Regional de Educação (3ª CRE), Greicy Weschenfelder. "Isso deve ser comemorado pela região. É nosso trabalho. Somos nós sendo vistos", diz. Do início, em 2015, ao trabalho desenvolvido em 2016, a realização do concurso neste ano elevou a atuação das Comissões. Para a Greicy, "esse trabalho da Cipave criou raízes". Segundo a coordenadora, uma das questões fundamentais da Cipave são as parcerias. Na opinião dela, uma das importantes é parceria firmada com os pais por meio da ação da Cipave. "Uma escola que não tem pais é uma escola fadada a não prosperar", diz. "Se a escola é de todos nós, todos nós devemos nos sentir pertencentes", exalta.

Instituto Estadual de Educação Estrela da Manhã
O primeiro lugar foi conquistado pela escola de Estrela. O instituto esteve representado por alunos e professores, entre elas a estudante Aline Seck, do segundo ano. A presidente do grêmio estudantil da escola comenta que não imaginaria a proporção que o trabalho desenvolvido pela escola tomaria. O Instituto Estrela da Manhã teve o total de 267.579 votos, que partiram de diversos pontos do estado, do Brasil e até de outros países. "Ficamos surpresos", diz Aline. A sensação, segundo a estudante, era de satisfação e de dever cumprido. "Estamos trazendo para Porto Alegre o nome da escola".

A presidente da Cipave na Estrela da Manhã, professora bibliotecária Roseli Flores, diz que a caminhada foi longa desde o planejamento do vídeo até a votação. "Agradecemos a todos pelo engajamento". Ela destaca o papel desempenhado por todos os envolvidos no concurso, e finaliza: "A união dos segmentos da escola foi a nossa maior conquista". Ângela Zimmermann, a diretora da escola, diz que a participação no concurso trouxe crescimento e evolução para o grupo escolar. "Nada do que aconteceu na escola teria acontecido sem o envolvimento de todos".

Escola Estadual de Educação Fundamental São João Bosco
A segunda colocação é da E.E.E.F São João Bosco, de Lajeado. A escola teve 262.929 votos computados. Loiva Crestani Fauri, a diretora, estava orgulhosa. "Foi uma jornada incrível", diz, ao ser questionada sobre o desafio de participar de um concurso com centenas de outras escolas. Para ela, a E.E.E.F São João Bosco está colhendo os frutos que foram plantados no passado. Vitória Carine do Amaral, estudante do 9º ano da São João Bosco explica que ver a escola alcançando uma colocação "é motivo de muito orgulho". "Fiquei muito feliz", diz. "Pra escola é muito satisfatório". Em termos comparativos, a escola que ocupou o terceiro lugar, a E. E. E. F. Dr Alfredo D'Amore, de Carazinho, teve 79.581 votos.

Tamo junto com a Cipave
Participaram do concurso 345 escolas de 175 municípios. No período de um mês, os vídeos concorrentes receberam 1.210.841 votos. Os vencedores foram classificados por meio de voto popular pela internet. Na área de abrangência da 3ª Coordenadoria Regional de Educação, que cobre a maior parte do Vale do Taquari, participaram do concurso 38 escolas. A escola dona da primeira colocação terá o vídeo veiculado em rádio, na internet e em diversas emissoras de televisão nos níveis estadual e nacional ao longo dos próximos dias. As primeiras colocadas terão o vídeo exibido na página do governo do estado.

Comentários

VEJA TAMBÉM...