Colunistas

Coluna do Fabiano


Sem ódio
** A cada quatros anos é hora de mudar o cenário federal. Teremos esta possibilidade no domingo. Faça sua escolha com muita tranquilidade, até porque o voto é secreto, e mantenha suas convicções. E respeite a opinião contrária. Nem tudo na vida é ou será como a gente deseja. O rumo que nós, nação brasileira, queremos depende somente de nós. Vote consciente e não semeie o ódio e sim o amor.

Alguém nos representará?
** Confesso que estou preocupado sobre a representatividade do Vale do Taquari na Assembleia ou na Câmara dos Deputados. O eleitor terá a oportunidade de definir isto no domingo. Mas será que o fará? Se repetir o que tem se visto nas eleições passadas, o Vale do Taquari votará em mais de 200 candidatos de fora. É direito do eleitor votar em quem ele quiser e dos candidatos de outras regiões fazerem campanha aqui. O que não podemos é reclamar depois.

Mais de 300
** O ex-prefeito de Arroio do Meio Sidnei Eckert (MDB) reuniu apoiadores da sua campanha para deputado estadual. Foi em Arroio do Meio e contou com representantes de mais de 300 municípios gaúchos. O "alemão" está confiante. Ele apostou no trabalho formiguinha e tem por meta ser uma das surpresas da eleição.

Confiança
** Confiante está a delegada Marcia Scherer (MDB) como candidata à deputada federal. Ela sabe que a tarefa é árdua, mas mantém a esperança. E tem trabalhado muito, visitando eleitores pelo Estado afora. Ao seu lado, sempre, o companheiro Paulo Rogério Faria Medeiros.

O novo
** Um dos mais jovens candidatos a deputado estadual da região, Douglas Sandri (NOVO), tem contado com apoio de amigos e familiares para fazer a campanha. A mais empolgada tem sido sua mãe, Lovaine. Para ela, não tem dia ruim, faça chuva ou faça sol, está sempre na rua entregando material do filho.

Fazendo cálculos
** Vice-prefeito de Estrela, Valmor Griebeler (PV), poderá ser eleito deputado estadual com a votação mais baixa entre os candidatos do Vale. Calcula-se que a votação necessária seja de 18 a 20 mil votos para entrar na Assembleia. Boa parte das lideranças de Estrela está com Valmor e ele ampliou sua ação entre desportistas de todo Estado. Valmor é karateca.

Vistosa
** Mariela Portz (PSDB) intensificou a campanha na região nos últimos dias. Esta semana, andou com Lucas Redecker, candidato a federal, e o prefeito Jonatan Bronstrup, na cidade de Teutônia. Pelas ruas de Lajeado, a campanha de Mariela é a mais vistosa, com bandeiras e uma grande equipe de entrega de material nas ruas.

Incansável
** Mareli Vogel (PP) tem dormido pouco. Na reta final, a campanha é em três turnos. Visitas às empresas foram intensificadas nesta semana. Mesmo sendo de Teutônia, onde fará uma boa votação, Mareli foi "adotada" pelo PP de Lajeado e tem grande expectativa de votos na capital do Vale.

Superar
** Sérgio Kniphoff (PT) quer superar o desempenho que teve como candidato a vereador na última eleição e mostrar que tem força dentro do PT. Há quem aposte que ele possa ser um dos mais votados em Lajeado. Dependendo do desempenho, interlocutores acreditam que poderá mudar de sigla para o próximo pleito.

Incógnita
** Enio Bacci (PDT) é uma incógnita na eleição. Sua atuação como deputado lhe permitiu ampliar as bases. Fará muito mais votos fora da região. Mas mantém as raízes e espera reconhecimento dos eleitores do Vale. Bacci poderá encarreirar seu sétimo mandato seguido.

Tem muitos
** A Coluna não descreve todos os candidatos e sabe que poderá ter surpresas na eleição. Marquinhos Lang, que já foi deputado; e Vilsinho Jacques, que concorreu a federal na última estão confiantes. Ricardo Wagner tem apoio da Igreja em que é pastor. Edson Brum será um dos mais votados do Estado. Os demais, hoje são coadjuvantes. Para serem protagonistas precisam mostrar bom desempenho nas urnas. Boa sorte.

E agora?
** Na eleição presidencial de 2014, a taxa de abstenção (brancos, nulos e faltas) foi de 29,2%. O recorde de abstenção foi de 38%, em 1998. E nesta eleição, este índice será maior?

Os mais
** Tudo indica que PP, PT, PSDB, PSD, PR, MDB, DEM, PRB, PDT e PSB serão os dez mais votados na disputa por vagas na Câmara.

Os menos
** Já os que lutarão para sobreviver à "cláusula de desempenho", pela ordem: PSL, PTB, Solidariedade, Pros, Pode, PCdoB, Psol, PPS, PV, Rede e Novo.

Pensando bem
** Os institutos de pesquisas sofrerão choque de realidade no domingo?


Fabiano Conte

Comentários

VEJA TAMBÉM...