Colunistas

A polêmica da extinção do Programa de Férias

A notícia do fim deste programa gerou inúmeros comentários nas redes sociais, com discussão, inclusive, de integrantes do governo do PT e do atual governo do PP


** A Prefeitura de Lajeado anunciou nesta semana o fim do Programa Férias nas Escolas de Educação Infantil. É a extinção de mais um programa implantado pelo governo anterior. A alegação é a baixa adesão por parte das famílias. Conforme a Educação o projeto seria um desperdício de recursos públicos.


** A notícia do fim deste programa gerou inúmeros comentários nas redes sociais, com discussão, inclusive, de integrantes do governo do PT e do atual governo do PP. Tive a oportunidade de ler algumas posições e constatei que a discussão saiu do assunto Programa de Férias e foi para a ideológica, resgatando acusações da época da campanha. Alguns oponentes da decisão postaram um vídeo do debate entre os candidatos a prefeito na época, realizado na Univates, onde o atual prefeito Marcelo Caumo teria garantido a manutenção de programas na área da Educação. O assunto ainda renderá.


** Por incompetência dos governos, o Samu que atende o Vale do Taquari poderá parar com suas atividades. Não acredito que chegue a este ponto pois os prefeitos assumirão mais esta bronca. Mais um encargo aos municípios de uma obrigação do Estado. O fato é de que não podemos imaginar ficar sem este serviço na região. É essencial, mesmo sendo caro.


** Se não bastasse o péssimo serviço prestado na conservação das rodovias, a EGR tem agora o descaramento de falar em aumento no preço dos pedágios. É brincar com a paciência da população.


** O PTB de Lajeado realiza no dia 19, às 9h, na Câmara de Lajeado um seminário de formação política. Na mesma ocasião ocorrerá a posse da nova executiva do partido.


** O Projeto "Bike no Parque" foi lançado esta semana em Estrela e permitirá aos frequentadores do Parque Princesa do Vale utilizarem bicicletas de forma gratuita. A sugestão foi do vereador João Braun e conta com apoio de empresas da cidade. A Prefeitura encampou a proposta. Ganha a comunidade de Estrela. Um projeto simples, mas com retorno em saúde e lazer, e que pode servir de modelo para outros municípios. 


** Imigrante divulgou esta semana que nos últimos três anos a Prefeitura pagou ações trabalhistas que totalizam mais de R$ 1,2 milhão. Tais ações motivaram o governo de Imigrante a mudar o regime geral com a implantação de um estatutário. Conforme o prefeito, estas ações obrigaram a Prefeitura a cancelar vários projetos, pois o dinheiro foi reservado para pagar as ações na Justiça.

 


** Nas redes sociais, o alvo principal dos oponentes ao governo do prefeito Marcelo Caumo são os secretários do partido Novo, Guilherme Cé e Douglas Sandri, líderes de movimentos contra o PT no passado. Sandri tem se mantido neutro e não polemiza, mas Cé tem ido para o embate. Agora mais contido, por ser "vidraça", mas sem deixar de se posicionar.


** Méritos aos ex-prefeitos Waldemar Richter (Forquetinha) e Fabiano Immich (Santa Clara do Sul) pelos resultados divulgados esta semana do índice Firjan referente a gestão fiscal. Os dados são referentes ao ano de 2016, o último do governo anterior, um dos mais críticos da economia nacional. No Estado, Forquetinha aparece em segundo lugar (27º no Brasil) e Santa Clara, em 5º (41º no Brasil).


** Para marcar a história, a Reforma Política deveria obrigar o PMDB a renunciar ao oportunismo e apresentar candidatura a presidente na próxima eleição.


** Na onda dos prefeitos, a Paraná Pesquisas revela que 63,2% dos eleitores darão preferência a não-políticos para escolher deputados, em 2018.


** O Fundo Partidário, que banca as atividades de partidos políticos, como viagens em jatinhos, hotéis 5 Estrelas, vinhos caríssimos, embolsou R$4 bilhões do bolso do contribuinte brasileiro nos últimos 10 anos. Este ano já foram mais de R$ 600 milhões. Agora, os nobres deputados federais querem, na Reforma Política, aprovar mais R$ 3,6 bilhões para bancar as eleições de 2018.

 

 

Comentários

VEJA TAMBÉM...